top of page
curso audiência de instrução e julgamento criminal

TREINAMENTO 

AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO CRIMINLAL:

tudo que você precisa saber na prática para atuar com segurança.

Buscar

Branding para advogados


O branding para os advogados é de extrema importância, sendo que neste artigo vamos falar o que é branding, como definir a sua "marca/diferencial" e como comunicá-la de forma efetiva.

 

branding para advogado


Quando nós advogados falamos em posicionamento e branding, logo pensamos se devemos usar terno ou não, que relógio devemos usar entre outros pontos no que diz respeito a como se vestir ou que carro dirigir.


Arthur Bender no livro Branding (que recomendo fortemente a leitura), destaca:


“Você precisa gerir sua marca da maneira mais profissional possível, construir sua diferença de marca sem se basear apenas nas roupas e no corte de cabelo. Tem de impregnar a audiência com seus valores e impressionar positivamente sua rede de relações. Precisa de visibilidade e notoriedade para sua marca. Isso envolve todos os sentidos, todos os sinais da marca, seu conteúdo, seu posicionamento, seu preço, os canais que vai utilizar para vender sua marca e como se relaciona com o público”.

Contudo, esse conceito é bem mais amplo do que tudo que citamos acima.


De forma bem geral, branding é o conjunto de ações alinhadas ao posicionamento, propósito e valores da marca.


O objetivo do branding é despertar sensações e criar conexões conscientes e inconscientes, que serão cruciais para que o cliente escolha a sua marca no momento de decisão de compra do produto ou serviço.


Você deve imaginar o mercado jurídico como uma grande prateleira de supermercado e nós, advogados, como produtos lá colocados, vários e vários, uns ao lado dos outros.


Da mesma forma que você compra o sabonete A ou invés do B no mercado, o cliente escolhe o advogado X ou invés de você!


E essa é a grande questão, porque ele e não você?


Talvez a sua estratégia de branding esteja te atrapalhando.

1.9.1 RETORNE PARA A PERSONA


Caso ainda não tenha definido a sua persona, é importante que você faça, pois ela vai impactar diretamente de como o mercado deve te perceber.


Como dito, sabendo de forma clara quem irá atender, tudo vai girar em torno dessa ou dessas pessoas definidas.


Se você pretende tornar-se referência em crimes empresariais (é só um exemplo), você deve saber onde estão os teus clientes definindo bem a tua persona.


Vai saber os medos dela, os problemas que enfrenta, quais soluções você pode oferecer, qual conteúdo criar, enfim terá um norte.


Não basta você estar exposto, deve saber levar as pessoas certas para a prateleira certa, não adianta você levar um vegano para o setor de carnes, ele vai passar direto.


Então caso não tenha definido a sua persona, vale a pena parar alguns minutos e se dedicar a este trabalho.


OK, MINHA PERSONA JÁ ESTÁ DEFINIDA O QUE DEVO FAZER AGORA ?


Agora preciso que você tenha um objetivo bem claro, onde você quer chegar com a sua advocacia?


Qual seu sonho, até onde você quer chegar.


Que tipo de advogado você quer ser, qual área vai priorizar, etc.


Um exercício que certa vez fiz por indicação de uma mentora que me ajudou a organizar meus cursos, sugeriu que eu listasse 5 pessoas que disponibilizam o mesmo produto ou similar que eu estava oferecendo.

Essas 5 pessoas deveriam ser pessoas que eu admirasse, pessoas que eu achasse legal e até que eu me espelhasse.


Depois disso, pediu para que listasse - do mesmo ramo - ao menos 3 pessoas que eu não admirasse, que eu não queria ser de jeito algum.


Esse exercício foi de extrema valia para que eu definisse alguns pontos importantes e ajustes na minha trajetória no ensino jurídico na internet.


Agora é sua vez, peço que você liste em uma folha 5 advogados que você admire na sua região, no Brasil ou no mundo.


Vai listar o nome deles, destacar a cidade onde atuam, se possuem redes sociais, o que postam nas redes sociais, como se vestem, como é a comunicação deles, se são mais pacíficos e combativos, entre outros pontos que te chamam a atenção.


Da mesma forma, você vai destacar pelo menos 3 profissionais que você quer passar longe, destacando os mesmos pontos.


Com essas informações, você vai ter um norte a seguir de como você quer ser percebido no local onde vai atuar.


Vai visualizar de forma mais certa coisas que quer passar longe (coisas que talvez você nem percebe hoje que faz) da sua marca e outras que você vai tentar inserir do seu cotidiano, coisas, às vezes simples, que advogados de sucesso fazem e que você pode fazer também.


ACHE O SEU DIFERENCIAL


Num passado nem tão distante, você ter se formado numa boa universidade e ter uma pós-graduação era um grande diferencial.


Você colocava todos os seus diplomas na parede e aquilo parecia muito legal (não que não seja), seu cliente achava tudo aquilo muito bonito.


Atualmente, se você tem um mestrado, uma pós-graduação ou se formou numa tradicional faculdade, pouco importa para o seu cliente, até porque com os cursos on-line, você pode fazer qualquer pós em 6 meses (ou menos) com parcelas de R$ 69,00 por mês.


O cliente está bem mais interessado no que você tem a oferecer pra ele na prática, qual resultado você vai entregar, como você vai atendê-lo, se vai ser atendido por você com facilidade, se você vai falar a língua dele entre outros pontos.


No livro Personal Branding, o autor Arthur Bender apresenta importante reflexões sobre esse tema, sendo que destaco uma pequena passagem:


“Seu trabalho precisa ser diferente, seu foco deve ser estreito e diferenciado, sua marca precisa ter um valor singular e relevante para o seu segmento. O mercado procura a diferença. As pessoas valorizam a diferença e pagam mais por isso. Não importa se ela está na ultraespecialização ou na justaposição de diversas habilidades. Você precisa encontrar essa diferença e construir sua posição”.

Agora é com você, descubra qual é esse valor singular que você possui e que é relevante para o mercado que atua e trate de comunicar (sempre de forma muito ética) ele para a sua persona.


Caso queira aprofundar um pouco mais o tema e conseguir seus primeiros clientes na advocacia, te convido para conhecer o nosso e-book sobre o tema, ele está disponível de forma gratuita no kindle unlimited.


Advocacia: como conseguir seus primeiros clientes

 

Luiz Ricardo Flôres é Advogado Criminalista.

Comentários


bottom of page