top of page
curso audiência de instrução e julgamento criminal

TREINAMENTO 

AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO CRIMINLAL:

tudo que você precisa saber na prática para atuar com segurança.

Buscar

Qual melhor lugar para estudante de direito estagiar

Neste artigo vou destacar como escolher um bom estágio na área jurídica.

 
como escolher estágio no direito

Nem todos os acadêmicos de Direito têm a oportunidade de fazer um bom estágio na faculdade.


Muitos têm a responsabilidade de pagar as contas da casa e, muitas vezes, o estágio acaba não sendo uma opção, tendo em vista o valor da bolsa.


Muitas vezes o financeiro acaba prevalecendo sobre a escolha de um bom estágio, infelizmente.


Por outro lado, o estágio obrigatório das universidades, muitas vezes, também não atendem a necessidade que o futuro profissional precisa.


Acabam sendo muito teóricos, repetindo as importantes lições aprendidas nas aulas, pecando no enfoque prático.


Contudo, não cabe a nós ficarmos aqui nos lamentando, devemos buscar alternativas para suprir essa lacuna na nossa formação.


ACHANDO O ESTÁGIO CERTO


Alguns estudantes de Direito até conseguem fazer um estágio, contudo este estágio acaba que não colaborou muito com a formação, por ser algo muito mecânico, por ser não tão jurídico ou por não ser aquela profissão que a pessoa pretende seguir no futuro.


Em razão disso, acabo recebendo muitas perguntas dos acadêmicos de direito se o estágio X ou estágio Y é ideal para quem quer advogar.


De modo geral, acabo destacando os seguintes pontos:


  • Se você já sabe o que quer depois de formado, o caminho é um;

  • Se você não sabe o que quer, o caminho é outro.


Vamos pensar juntos.


Se você já tem certeza que quer ser advogado, por exemplo, é fato que você já pode direcionar o seu estágio para escritórios de advocacia, defensoria pública, ministério público, gabinete de magistrados, entre outros.


Se você já tem essa certeza que quer advogar, estagiar nesses locais é fundamental, pois, além de ter que estudar muito para fazer a minuta das respectivas peças, terá que lidar com o público e com toda certeza exercitará e muito a sua escrita, algo fundamental para que pretende advogar.


Agora, se você como a maioria dos acadêmicos não sabe muito bem qual caminho seguir depois de formado, como era o meu caso, é importante ter em mente que o estágio não é uma profissão, é fundamental ter o máximo de experiência possível.


Não é ideal você ficar estagiando em um só lugar.


Assim, se este é o seu caso, é importante que você tente estágio no máximo de lugares que puder, Cartórios judicial e extrajudicial, delegacia, MP, escritório de advocacia, enfim, não se apegue a um só estágio.


Com essa experiência você conhecerá todos os ramos do Direito e todas as possibilidades, para no futuro próximo escolher a sua carreira.


Algumas pessoas ficam por 2 anos prestando estágio no cartório cível da mesma vara, por exemplo.


Com todo respeito, o serviço no cartório é mais mecânico, sendo que em 6 meses, no máximo, você já vai ter visto as principais rotinas do cartório, não fazendo sentido você ficar por anos no mesmo lugar.


Quando prestei estágio, iniciei de forma voluntária no cartório do Juizado Especial por 6 meses.


Depois veio um novo juiz para a comarca, sendo que alterou parte da equipe dos estagiários, tendo me oferecido a oportunidade de estagiar no gabinete.


Pra mim, o estágio no gabinete da magistratura ou mesmo no Ministério Público são excelentes, pois lá você terá a oportunidade de atender a população, fazer pesquisas para fazer as minutas e escreverá muito.


Acho que coisa fundamentais para todo profissional do Direito.


Inclusive, consegui a aprovação na OAB na minha primeira tentativa antes mesmo da minha formatura, o que devo, com toda certeza ao meu estágio, já que não fiz qualquer preparação prévia específica para a primeira fase da prova.


Apesar de não ter estagiado em escritórios de advocacia, vejo que o estágio neles ou na Defensoria Pública, por exemplo, também pode ser muito importante, pois você também terá a parte do atendimento ao público, pesquisa e muita escrita, fazendo com que você termine o seu curso bem preparado.


Assim, na minha opinião, um bom estágio fará muita diferença na sua formação e nos desafios depois de formado, devendo você já buscar um direcionamento na sua carreira.


Caso ainda não saiba o que fazer depois de formado, tenha o estágio como uma forma de conhecer as profissões do Direito, para, depois, buscar seu caminho.


Finalmente, vale destacar que nenhum estágio, sozinho, fará nada por você, então a sua dedicação e comprometimento devem ser parte importante nessa jornada, lembrando que o estudo constante é fundamental para qualquer profissional do direito, não sendo diferente com os estagiários.

 

Luiz Ricardo Flôres é Advogado criminalista.

Comments


bottom of page