advogado_tijucas_santa_catarina

Conquiste seus primeiros clientes e a segurança para atuar e divulgar seu trabalho como advogado.
 

Não fique sentado no seu escritório esperando os clientes chegarem como mágica até você. 

Torne-se protagonista da sua carreia, consiga seus primeiros clientes e torne-se referência na advocacia.
Buscar

Recurso Especial Criminal: O que muda com o filtro de relevância

No último dia 15 de julho de 2022, foi promulgada a Emenda Constitucional 125/22, que alterou as regras do Recurso Especial.


Nesse post vamos falar qual o reflexo desta mudança nos recursos criminais.

 
filtro de relevância  recurso especial

No último dia 15 de julho de 2022 foi promulgada a Emenda Constitucional 125/22, que alterou as regras do Recurso Especial.


Uma das principais alterações diz respeito a criação do FILTRO DE RELEVÂNCIA, onde de forma resumida a parte precisa justificar a relevância da matéria discutida.


Ante vamos falar um pouco o que é o Recurso Especial.


RECURSO ESPECIAL CABIMENTO


As hipóteses de cabimento do recurso especial, são listadas de forma específica pelos art. 105, III da Constituição Federal, respectivamente.


É mais comum vermos no dia a dia forense, no tocante ao recurso especial, a arguição de violação de lei federal (art. 105, III, “a” da CF), a citar como exemplo a não correta aplicação da pena, fixação de regime não condizente com os termos do art. 33 do CP, não observância do procedimento para o reconhecimento pessoal na delegacia, entre outros.


PRAZO E PREPARO


O prazo para a interposição do recurso especial, é de 15 dias, isso nos termos do art. 1003, § 5º do CPC.


Esses recursos são interpostos nos próprios autos por petição, já acompanhado das suas razões.


Como visto anteriormente nos outros recursos, desnecessário é o preparo no caso de ação penal pública, sendo indispensável no caso de ação penal privada, salvo nos casos de assistência judiciária gratuita.


A decisão que negar recebimento desses recursos, deve ser impugnada por agravo, também no prazo de 15 dias, com base também nos termos do art. 1003, § 5º do CPC.


Esse agravo terá efeito regressivo, uma vez que o Desembargador (normalmente a vice-presidência), poderá fazer juízo de retratação da sua decisão. Mantida a decisão, este recurso terá efeito devolutivo.


EFEITOS


Este recurso possui efeito devolutivo, uma vez que a matéria impugnada é devolvida para o STJ - dependendo do caso - para análise.


Também conta com efeito suspensivo, uma vez que a sua interposição, nos autos principais, obsta o trânsito em julgado de decisão condenatória.

 
Curso: recursos no processo penal

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre os recursos no processo penal?


Acesse nossa comunidade para ter aceso ao curso: RECURSOS NO PROCESSO PENAL.


Saiba mais sobre a nossa Comunidade CLICANDO AQUI.


 

FILTRO DE RELEVÂNCIA


O filtro de relevância foi incluído na nossa CF (art. 105, § 2º) por meio da Emenda Constitucional 125/22:


Art. 105. Compete ao Superior Tribunal de Justiça:
[...]
§ 2º No recurso especial, o recorrente deve demonstrar a relevância das questões de direito federal infraconstitucional discutidas no caso, nos termos da lei, a fim de que a admissão do recurso seja examinada pelo Tribunal, o qual somente pode dele não conhecer com base nesse motivo pela manifestação de 2/3 (dois terços) dos membros do órgão competente para o julgamento.

De forma resumida, a parte deverá "demonstrar a relevância das questões de direito federal infraconstitucional discutidas", para que o Recurso Especial seja analisado.


Na prática, em matéria penal nada fica alterado, já que segundo o texto da EC, nas ações penais a relevância é presumida:

§ 3º Haverá a relevância de que trata o § 2º deste artigo nos seguintes casos:
I - ações penais;
[...].

Quem atua na prática sabe como é difícil levar um Recurso Especial até o STJ, sendo que o dito filtro foi mais uma forma de dificultar ainda mais que estes recursos cheguem ao seu destino.


Por sorte, nos recursos penais foi estabelecida a presunção de relevância, garantindo a todas as pessoas processadas criminalmente o acesso ao duplo grau de jurisdição de forma ampla.


CONCLUSSÃO


Portanto, no tocante as ações penais, o filtro de relevância não irá influir, uma vez que, os Recursos Especiais Criminais gozam de presunção de relevância prevista no § 3º, art. 105, da CF.

 

Assista um vídeo sobre o tema:

 

Luiz Ricardo Flôres é advogado.